• Frente de Conselhos

2° Diagnóstico Nacional dos Conselhos de Direitos da Pessoa Idosa

Atualizado: Mai 25


Compreendendo a necessidade de conhecer a realidade dos Conselhos para que a FFC seja efetiva em suas ações é que o 1º Diagnóstico Nacional foi realizado, logo no início de seu funcionamento. Este foi um importante passo para se ter um panorama nacional.


Para aprofundar nas questões levantadas no 1º Diagnóstico, foi proposto e agora temos a honra de publicizar o 2º Diagnóstico Nacional, no qual buscou-se elucidar as semelhanças e singularidades de cada região do país, em termos da compreensão sobre a importância do espaço Conselho, seus desafios e possibilidades de fortalecimento.


Os Conselhos são espaços onde a participação social se realiza e, quando são respeitados, garantem vida à democracia e qualidade de vida à sociedade. Mais do que nunca é preciso que estejamos engajados e comprometidos em nossos papéis enquanto conselheiros. Atuando com transparência e responsabilidade, oferecendo visibilidade às nossas ações, contribuímos para reforçar a conquista que são os Conselhos e enfatizamos que não aceitaremos retrocessos. Afinal, são as pessoas que hoje são chamadas de idosas que ocuparam as ruas, conferências e assembleias para garantir que tenhamos Conselhos de Direitos atuantes no Brasil.


A promoção, a prevenção e a proteção com prioridade absoluta dos direitos da pessoa idosa é o que nos motiva a seguir. Um país onde a esperança de vida seja longa e o envelhecimento ativo e saudável é o sonho que aqui sonhamos juntos. E nada irá nos parar até que ele seja alcançado.


- Acesse o 1º Diagnóstico, clicando aqui

- Acesse o 2º Diagnóstico, clicando aqui